Improve the quality of life of children, adolescents and adults. Contact us →

OS 9 MAIORES ERROS DE DISCIPLINA QUE OS PAIS COMETEM

News & Blog

Os 9 maiores erros de disciplina que os pais cometem Errar é humano, e cometer erros de disciplina às vezes faz parte de ser um pai. Da próxima vez que seu filho se comportar mal e você estiver perdendo a calma ou se perguntando se está lidando com o mau comportamento de seu filho da maneira certa, pense nessas soluções para corrigir erros comuns de disciplina que os pais costumam cometer. Os erros são o que aprendemos para que possamos crescer.

1 | Não ser respeitoso Nós, pais, pedimos que nossos filhos nos respeitem, mas às vezes esquecemos que o respeito deve ser uma via de mão dupla. Um dos erros mais comuns que os pais cometem ao disciplinar os filhos é gritar, falar em tom áspero e raivoso ou até mesmo insultar seus filhos.

2 | Disciplinando enquanto está com raiva Quando você repreende seu filho enquanto está bravo com algo que ele fez, é mais provável que você grite ou diga algo que não quer dizer. Reserve alguns minutos para se acalmar. Na verdade, dedicar algum tempo para refletir sobre o conflito pode ajudar vocês dois a lidar com a situação de maneira mais calma.

3 | Ser inconsistente Se você repreende seu filho por não limpar o quarto dele um dia e depois não se dá ao trabalho de falar com ele sobre isso quando o quarto dele está bagunçado por dias a fio, seu filho está recebendo uma mensagem muito inconsistente. Dê ao seu filho instruções claras e simples. Prepare-o para um bom comportamento e, se ele não seguir adiante, dê-lhe um conjunto consistente de consequências.

4 | Falar/explicar demais Embora seja uma boa ideia conversar com seu filho sobre por que algo que ele fez não foi apropriado para que ele possa ter uma noção clara do que fez de errado e como pode se comportar de maneira diferente da próxima vez, explicações detalhadas sobre seu comportamento não é uma boa ideia. Seja o mais direto possível e divida-o em conceitos básicos para seu filho.

5 | Ficar negativo Ouvir uma série de “nãos” e “nãos” não é divertido para ninguém, especialmente para uma criança. Aborde as coisas de uma perspectiva mais positiva, falando sobre o que pode ser feito melhor. Mostre ao seu filho alguns exemplos de como falar de uma maneira agradável e amigável.

6 | Pensar que disciplinar significa punir Muitas vezes, os pais esquecem que o objetivo de disciplinar os filhos é dar-lhes diretrizes e limites firmes para que não precisem ser punidos. Disciplinar significa estabelecer limites e expectativas para que as crianças saibam o que se espera delas. Quando você disciplina uma criança, você está mostrando a ela como fazer boas escolhas e escolher comportamentos que são positivos e, em última análise, bons para ela.

7 | Não praticar o que você prega Você diz ao seu filho para não contar mentiras, mas rotineiramente mentindo para sair de coisas que você não quer fazer, como você gritar com seus filhos e com raiva dizer a eles para falarem bem um com o outro. O problema é que muitas vezes não vemos nosso próprio comportamento e esquecemos que nossos filhos estão observando cada movimento nosso e aprendendo a se comportar usando nosso exemplo. Tanto quanto possível, tente viver de acordo com o exemplo que você está dando ao seu filho.

8 | Não ajustar a técnica de disciplina ao seu filho Quando se trata de disciplina infantil, um tamanho não serve para todos. O que funcionou no irmão de uma criança ou nos filhos de amigos pode ser a abordagem errada para essa criança em particular. Experimente diferentes abordagens para adaptar as técnicas de disciplina a cada criança individualmente.

9 | Não disciplinar as crianças Entre as muitas razões importantes pelas quais precisamos disciplinar as crianças está o fato de que as crianças que são criadas com limites e orientação claros são mais propensas a serem pessoas felizes, agradáveis e com bom autocontrole. Quando as crianças não são disciplinadas, não recebem quaisquer limites ou consequências e são mimadas, muitas vezes são egoístas, incapazes de se autorregular e desagradáveis de estar por perto. Não disciplinar uma criança não é bom para ela. Contanto que você lide com o mau comportamento dele com amor e orientação firme, seu filho aprenderá e crescerá com seus erros.

Fonte: childparenting.about.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *